Como deve ser o Arquivo de Documentos Fiscais nas empresas? | Wintouch - Software de Facturação na Cloud

Contabilidade e Faturação

Como deve ser o Arquivo de Documentos Fiscais nas empresas?

O Decreto-Lei n.º 28/2019, de 15 de fevereiro orienta as empresas sobre a forma como estas devem conservar e arquivar todos os seus documentos fiscais, de forma a ser possível aceder a toda a informação e documentos, sempre que necessário.

Independentemente da documentação estar em formato físico ou eletrónico, a sua correta organização e conservação implica a criação de um plano de arquivo, onde deve constar um ficheiro com a respetiva lista dos documentos fiscais presentes no arquivo.

  • Documentos em formato físico

Todas as empresas com estabelecimento físico em Portugal devem arquivar os seus documentos fiscais, em formato físico, na respetiva morada fiscal empresarial.

Caso o negócio não possua a sua sede ou ações empresariais em território nacional, mas disponham de um estabelecimento estável, todo o arquivo deve assim constar nesse respetivo estabelecimento.

Se porventura, nenhuma das situações anteriores for possível, as empresas que pretendam arquivar os seus documentos em território fora da União Europeia têm automaticamente de fazer o pedido à Autoridade Tributária e Aduaneira.

  • Documentos em formato eletrónico

Todas os documentos fiscais e faturas que tenham sido emitidos digitalmente, devem ser conservadas igualmente em formato eletrónico e com possibilidade de se guardar em qualquer Estado membro.

Podem-se digitalizar documentos físicos e armazenados posteriormente em formato eletrónico. Contudo, este processo deve ser feito de forma rigorosa, garantindo a correta digitalização dos documentos, sem qualquer perda ou elegibilidade do documento.

Deve-se, no entanto, criar recorrentemente backups e cópias de segurança de todo o arquivo eletrónico, preferencialmente num local diferente, prevenindo possíveis perdas de informações e documentos.

Quais os prazos legais para a conservação de documentos fiscais?

Os prazos legais para o arquivo e conservação dos documentos fiscais são fixados pela respetiva legislação que regula esses mesmos documentos.

  • Documentos Contabilísticos e Correspondência

Segundo o n. º1 do artigo 40º do Código Comercial, estes devem ser conservados por um período de 10 anos.

  • Dossier Fiscal

Este consiste numa compilação de documentos, referente a determinado período de tributação e utilizado para controlo e inspeções por parte da Autoridade Tributária.

Segundo o n. º1 do artigo 130º do Código do IRC, estes devem-se arquivar durante 10 anos.

  • Documentos de IRC

O n.º1 do artigo 19º do Decreto-Lei n.º 28/2019, de 15 de fevereiro, refere que todos os documentos têm obrigação de serem conservados por um período de 10 anos.

  • Documentos de IVA

Segundo o n.º1 do artigo 52º do Código do IVA, todos documentos devem conservar-se durante 10 anos, mesmo quando a comunicação é feita por meios informáticos.

  • Documentos de IRS

O n. º2 do artigo 113º do Código de IRS, obriga legalmente que a conservação do documento seja realizada durante 10 anos.

Em suma, atualmente, todos os documentos contabilísticos devem ser arquivados e conservados durante um período de 10 anos. No entanto, recomendamos-lhe que fique atento(a) a possíveis alterações a legislação.

Continue connosco e acompanhe mensalmente todas as novidades e alterações fiscais com a Wintouch Cloud!

Artigos relacionados

Integração aprimorada de TPA no Setor do Retalho com Wintouch Cloud

No dinâmico mundo do retalho, onde cada segundo conta e cada transação é crucial, a eficiência é a chave para o sucesso.

Neste cenário de constante evolução, a integração aprimorada...

Gestão Simplificada de Esplanadas e Restaurantes no Telemóvel: Como o Wintouch Cloud está a revolucionar o sector da Restauração

Na era digital em que vivemos, a mobilidade é fundamental para o sucesso de qualquer negócio, e ainda mais na indústria da restauração.

Com clientes cada vez mais exigentes e a necessidade...

Como o Wintouch Cloud está a revolucionar o mercado de Autovenda

Nos últimos anos, as vendas diretas “porta a porta” têm passado por uma transformação significativa impulsionada pela tecnologia. E à medida que as expectativas dos clientes evoluem, também as...